domingo, 24 de maio de 2009

Regina Rieko Kishi



A M O R


Outro dia, assisti a uma palestra de Rubem Braga. Bom falante.

No meio da conversa, ele contou uma história que aconteceu aqui em Poços de Caldas, onde moro, da qual fez uma crônica.

Vou tentar resumir o mais fiel possível.

Havia um casal de namorados, o rapaz daqui de Poços e a moça de São João do Rio Pardo. Isso na década de 30.

Eram apaixonados. Daquela paixão cinematográfica.

Um dia, o rapaz adoeceu. Ficou tuberculoso. Na época era sentença de morte.

Foi se tratar nas montanhas, em Campos do Jordão.

A moça ficou só. A família, preocupada com o futuro dela, de se tornar uma viúva, a casou com outro rapaz.

O rapaz tuberculoso se curou. Voltou para casa e viu que a moça tinha se casado.

Ele também se casou com outra moça. Viveram a vida toda sem se verem.

Um dia a moça enviuvou.

Alguns anos depois o rapaz, já senhor de idade, também se enviuvou.

A moça levada por curiosidade quis vê-lo. Foi visitá-lo em São Paulo.

Os dois se apaixonaram perdidamente, já quase chegando aos 80 anos se casaram. Viveram os momentos mais felizes que alguém poderia imaginar. Foram os momentos de ternura que uniam o casal.

Que outra palavra poderia usar para expressar o sentimento senão

AMOR.

Regina Rieko Kishi

4 comentários:

Veet disse...

Linda história de amor e sabias palavras, o Srº Tempo, não podemos lutar contra ele, somente nos aliar, afinal ele sabe o que faz, e tudo é no tempo dele e não no nosso........

rieko disse...

É verdade ninguém a não se o tempo para nos dizer o q é certo o errado, e nos dizer o q é o AMOR.
Obrigada por postar.

Ananda Yeshe Dorje disse...

Que bonito, perdendo o medo e postando!! Isso aí, cada opinião é muito impostante e necessária para que, textos como de Regina venham para o Blog! Obrigado Surya mais uma vez e a minha amiga Regina por compartilhar. Paz em tudo.

Yeshe.

rieko disse...

Eu é q agradeço pelo espaço meu amigo Yeshe Dorje.

bjs